Jogos de empresas

 

    O jogo é uma constante em nossa vida quer tenha como objeto uma disputa física ou intelectual. Utilizando este recurso, o ser humano tem aprendido a se comunicar e a compreender com maior rapidez o mundo que o cerca.

    Entende-se como jogos de empresas toda a simulação sobre uma instituição ou parte dela que seja focada ao desenvolvimento do capital intelectual e/ou emocional de seus participantes e cujo conteúdo possa ser agregado como valor à empresa (definição do autor). Além disso, requerem uma premiação como fator motivacional.

    Ao elaborar uma metodologia para jogos de empresas que, uma vez compreendida,  fosse de aplicação simples e prática e que trouxesse diretrizes básicas aos seus usuários e, ao mesmo tempo, procurasse garantir o mínimo impacto em uma estrutura cultural pré-estabelecida dentro de uma empresa, e que também levasse em consideração o potencial individual e de conjunto dos participantes, tomou-se como base utilizar duas teorias consagradas em suas respectivas áreas:

 ·         Um jogo deve ser planejado e acompanhado como um projeto, com início, meio e fim.

·          Deve-se planejar e executar uma simulação tendo como base o público-alvo e sua potencialidade em assimilar as informações e entendê-las (cognição), a qual  se altera dependendo se o foco for o participante individualmente ou o conjunto de todos eles.

    Em outras palavras o jogo deve ser adaptável ao grupo sem perder-se em seu próprio objetivo e estrutura, e para tanto utiliza uma formatação de projetos.

(continua, em breve)

voltar